quarta-feira, 7 de abril de 2010

Agradeço a Deus por tudo que me deu.

Gente, esse meu blog é mesmo uma confusão de informações, falo a respeito de RA, de filho, de família, diferente de alguns que acompanho que tratam de temas específicos como bebês, dietas, etc, mas pensando bem a minha vida inclui tudo isso e não tem como eu desvincular um assunto do outro e separar minha vida por departamentos.
Por esse motivo espero que entendam quando vierem me visitar e não encontrarem algum assunto com o qual não se identifiquem, mas espero que continuem voltando...rs

Ontem assisti a um programa onde estava a mãe da Isabella Nardoni, eu comecei a me colocar no lugar dela, fiquei pensando o que seria da minha vida se eu perdesse o Pietro, acho que morreria.
Eu confesso que as vezes sinto vontade de fazer certas coisas que podia fazer quando éramos só eu e meu marido, mas nunca, em hipótese nenhuma, trocaria a vida que levo agora pela que levava antes do meu anjo nascer.
Comecei a pensar nas futilidades que me deixam estressada e triste as vezes, e percebi que uma mãe que não tem mais o filho ao seu lado preferiria não ter condições de trocar de carro, ter uma pilha de roupas pra lavar toda semana, aguentar desaforo de chefe, contanto que pudesse chegar em casa e recebesse um sorriso de seu filho, que soubesse que iria acordar de madrugada e no quarto ao lado estaria seu anjinho dormindo.

Nossa, como a gente deixa de dar valor as coisas que realmente são importantes, como a gente esquece de agradecer todos os dias por aquilo que temos, por nossa saúde, pela saúde de nossa família, quando isso na verdade é o que importa. Estamos sempre querendo uma barriga mais sarada, um cabelo mais bonito, um salário mais alto, uma casa melhor, um carro mais novo, ou comparando nossas vidas com a dos outros, quando na verdade já temos mais que o suficiente pra sermos felizes.

Hoje acordei decidida a controlar minha alimentação, porque não abandonei meu sonho de ser magra, mas isso não é a coisa mais importante da minha vida, o mais importante pra mim é que Deus cuide do meu filho, que ele tenha saúde, que possa crescer saudável, que seja um homem de bem. O mais importante é ver a carinha de felicidade do meu filho quando me vê chegando em casa.

4 comentários:

disse...

Oi miguinha linda, acho q o blog é nosso e temos q escrever o q temos vontade e sem pedir desculpa viu?? ler quem quer... eu tbm escrevo o q vem na minha cabeça e n to nem aí

Amiga aqui ta um friosinho tão gostoso

E aí já ta olhando as passagens?? rsrs

Duda Lemos disse...

Olá querida tudo bem? Na verdade eu voltei mais estava sem novidades por isso não coloquei na postagem, continuo com 72,5 não saio disso.

Beijos e tudo de bom.

Rita disse...

Olá Alessandra. Obrigada pela visitinha e pelo comentário no meu blog, vou te linkar e volto sempre aqui! Adorei seu post, tb parei pra pensar na minha vida. Claro que não temos tudo que queremos e muitas vezes o que desejamos nem é o melhor pra nós. Somos abençoados por estar ao lado da nossa família, de quem amamos, temos que dar mais valor a essas pequenas coisas como no seu caso o sorriso do seu filho. Bom finalzinho de domingo pra ti. Bjos

Anabela disse...

Oi minha querida!
Já regressei!! Estive sem pc, foi consertar!
Mas está td bem!
Nosso blogue é um cantinho nosso e por isso, a gente fala do k ker! Sinal que somos honestas connosco mesmo e temos o dom da partilha!
Mil bjs de mt carinho

VISITANTES

Visualizações de páginas da semana passada